Gestão da Qualidade de Alimentos: Extensão Inovadora na Merenda Escolar do Município de Londrina-Pr

Este projeto objetiva implantar as ferramentas de gestão da qualidade para garantir a segurança de alimentos ofertados aos alunos matriculados em escolas municipais, centros municipais de educação infantil/CMEIs e centros de educação infantil/SEI da secretaria municipal de educação de Londrina. Pretende-se contribuir:

1) Na elaboração de termos de referência (registro de preços de gêneros alimentícios) quanto às condições de entrega, recebimento, critérios de análise e avaliação dos alimentos;

merenda.png

Fonte: Vagner Santos

2) Na qualificação dos servidores com habilidades e competências necessárias para interagir no ato do recebimento de gêneros alimentícios;

3) Na confecção de materiais como planilhas, listas de verificação, manuais, procedimentos operacionais e instruções técnicas usados na gestão da qualidade total. Nesse sentido, ações de informação e formação específica serão desenvolvidas durante o projeto com a produção de material didático para treinamento e qualificação dos servidores municipais. Os treinamentos serão por meio de aula expositiva, com utilização de roteiro em multimídia, ilustrações, exemplos e explicitação detalhada de aspectos centrais ao tema. As atividades de campo serão através de visitas (consultorias tecnológicas) nas escolas municipais, CMEIs e CEI de Londrina. Dessa forma, o público beneficiado com o projeto serão os servidores municipais, estudantes regularmente matriculados nas escolas municipais, nos CMEIs e CEI e alunos de graduação e pós-graduação dos diversos cursos ofertados pela universidade estadual de Londrina - UEL. Com a realização deste projeto de extensão inovadora espera-se que as escolas municipais, CMEIs e CEI que servem alimentação escolar cumpram a legislação sanitária de alimentos e também respeitem as resoluções vigentes no que diz respeito ao recebimento dos produtos alimentícios. Além disso, espera-se promover a consolidação do vínculo entre atividade acadêmica e o serviço público, fortalecendo a atividade de extensão por parte da UEL ao gerar conhecimento aplicado pertinente à formação acadêmica.

As expressões da invisibilidade do orçamento público e do fundo público nos espaços de decisão e controle social

Propõe-se por meio do Projeto, desvelar como se expõe os gastos públicos e como são aplicados os recursos públicos de modo a abranger sua relevância bem como a necessidade da participação e do controle social por parte da sociedade organizada para a implementação de políticas públicas eficazes e efetivas. Entende-se que é por meio do orçamento público que se pode avaliar e implementar ações voltadas à gestão pública e definir as prioridades a serem executadas pelo Estado.

Extensão

Projeto de Atendimento a Sociedade
analise.jpg

O programa de atendimento à sociedade externa de Análise de Alimentos visa atender a pessoas físicas e jurídicas nas necessidades de Análise de Alimentos. Desde dezembro de 1999, o Laboratório de Análise de Alimentos vem dando apoio ao setor produtivo e às pessoas físicas envolvidas com qualidade de matérias-primas e de alimentos processados. Assim sendo, o laboratório fornece Relatórios de Ensaio para que as empresas solicitantes possam participar de licitações públicas nas diversas prefeituras do país. Presta consultoria e assessoria técnica a diversos setores da indústria de alimentos.

Fonte: Caique Cahon

Orienta quanto a elaboração do plano de negócios de unidades de produção. Planeja e orienta na aquisição de equipamentos necessários à instalação industrial. Colabora na implantação de Boas práticas de Fabricação para agroindústrias. A iniciativa reforça o pioneirismo da UEL na região, em termos de auxílio tecnológico à cadeia produtiva, consolidando seu papel de liderança. Por outro lado, tais serviços geram transferência de tecnologia, muitas vezes necessário e de difícil acesso ao empresário, e também contribui para o incentivo a uma formação mais qualificada, tanto por parte dos alunos como para os próprios professores.

Gestão da Qualidade de Alimentos: Extensão Inovadora na Merenda Escolar do Município de Londrina-Pr

Este projeto objetiva implantar as ferramentas de gestão da qualidade para garantir a segurança de alimentos ofertados aos alunos matriculados em escolas municipais, centros municipais de educação infantil/CMEIs e centros de educação infantil/SEI da secretaria municipal de educação de Londrina. Pretende-se contribuir:

1) Na elaboração de termos de referência (registro de preços de gêneros alimentícios) quanto às condições de entrega, recebimento, critérios de análise e avaliação dos alimentos;

merenda.png

Fonte: Vagner Santos

2) Na qualificação dos servidores com habilidades e competências necessárias para interagir no ato do recebimento de gêneros alimentícios;

3) Na confecção de materiais como planilhas, listas de verificação, manuais, procedimentos operacionais e instruções técnicas usados na gestão da qualidade total. Nesse sentido, ações de informação e formação específica serão desenvolvidas durante o projeto com a produção de material didático para treinamento e qualificação dos servidores municipais. Os treinamentos serão por meio de aula expositiva, com utilização de roteiro em multimídia, ilustrações, exemplos e explicitação detalhada de aspectos centrais ao tema. As atividades de campo serão através de visitas (consultorias tecnológicas) nas escolas municipais, CMEIs e CEI de Londrina. Dessa forma, o público beneficiado com o projeto serão os servidores municipais, estudantes regularmente matriculados nas escolas municipais, nos CMEIs e CEI e alunos de graduação e pós-graduação dos diversos cursos ofertados pela universidade estadual de Londrina - UEL. Com a realização deste projeto de extensão inovadora espera-se que as escolas municipais, CMEIs e CEI que servem alimentação escolar cumpram a legislação sanitária de alimentos e também respeitem as resoluções vigentes no que diz respeito ao recebimento dos produtos alimentícios. Além disso, espera-se promover a consolidação do vínculo entre atividade acadêmica e o serviço público, fortalecendo a atividade de extensão por parte da UEL ao gerar conhecimento aplicado pertinente à formação acadêmica.

As expressões da invisibilidade do orçamento público e do fundo público nos espaços de decisão e controle social

Propõe-se por meio do Projeto, desvelar como se expõe os gastos públicos e como são aplicados os recursos públicos de modo a abranger sua relevância bem como a necessidade da participação e do controle social por parte da sociedade organizada para a implementação de políticas públicas eficazes e efetivas. Entende-se que é por meio do orçamento público que se pode avaliar e implementar ações voltadas à gestão pública e definir as prioridades a serem executadas pelo Estado.

Pesquisa

Projeto Modernização da Gestão Pública Municipal - Prefeitura Municipal de Londrina.
Gestão_Publica.png

O projeto visa a modernização dos sistemas de tecnologia de informação do município. Para tanto serão desenvolvidas atividades desde a elaboração da proposta a ser encaminhada à órgãos de financiamento (BNDES-PMAT entre outros) até a elaboração dos termos de referência de softwares e subsistemas necessários.

Auditoria da Folha de Pagamentos (RH):

O projeto tem como objetivo realizar a Auditoria da Folha de Pagamentos do Município de

Londrina com base no Manual de Auditoria do TCU (Tribunal de Contas da União) e/ou TCE/PR (Tribunal de Contas do Estado do Paraná).

O processo de maturação do mel será acompanhado em condições distintas de temperatura (20±5 oC e 30±5 oC), recipiente (vidro ou plástico), agitação (presença e ausência) e luz (presença e ausência). Os microrganismos responsáveis pela fermentação serão identificados. As características físicas, físico-químicas e antimicrobianas do mel serão avaliadas antes, durante e depois da maturação, por 180 dias. Depois de maturado o mel, será avaliada a sua aceitação sensorial e um produto fermentado (alcoólico e acético) será desenvolvido.

 

Os resultados vão contribuir para:

a) o estado-da-arte de um tema ainda pouco tratado na comunidade científica internacional;

b) o programa nacional de pesquisa, por meio do desenvolvimento e inovação dos produtos dessas abelhas;

c) a produção de material didático específico para treinamento e qualificação de pessoas envolvidas na maturação do mel e dos produtos obtidos, como pequenos produtores e produtores familiares;

d) melhor aproveitamento da biodiversidade brasileira, garantindo acesso seguro aos recursos genéticos exóticos e importantes para o melhoramento da agricultura nacional.

    As propriedades medicinais e características sensoriais do mel de abelha sem ferrão aumentam o interesse pela meliponicultura em comunidades rurais e no mercado de alimentos. O objetivo deste trabalho é gerar informações científicas e tecnológicas sobre microbiota, maturação, caracterização física e físico-química e análise sensorial de mel produzido por meliponíneos, para aprimorar a cadeia produtiva e favorecer o desenvolvimento de novos produtos a partir do mel de abelha sem ferrão.

mel.png
Cadeia produtiva de mel de meliponíneos: microbiota, maturação, caracterização, avaliação sensorial e desenvolvimento de produto

O Paraná, no ano de 2015, assumiu a primeira posição em produção nacional de mel, com aproximadamente 6,29 mil toneladas produzidas (IBGE, 2015). A única afirmativa em termos de produção que se pode fazer em relação a esse tipo de mel é que sua produção é significativamente menor quando comparada com a produção do mel de Apis. No Brasil, estima-se que a produção do mel de abelha sem ferrão seja 10 vezes menor do que a produção do mel de Apis (VILLAR, 2002).

 

O mel de meliponíneo é um ingrediente nacional sem legislação própria para a sua comercialização. Este mel, além de expressivas características sensoriais e potencial gastronômico considerável, tem sido também relacionado a propriedades medicinais. Pesquisas que possam ampliar a elucidação da maturação de mel de meliponíneo e o seu potencial uso e aplicação no desenvolvimento de novos produtos, bem como a geração de renda aos produtores e para comunidades de pequenos agricultores que trabalham com abelhas nativas sem ferrão, são fundamentais para o desenvolvimento desta cadeia produtiva.

 

Os trabalhos podem contribuir para a regulamentação comercial de produtos; pode ainda beneficiar o universo das pessoas que gostam da boa cozinha e são conhecedores dela e aos profissionais que atuam na área de gastronomia. Portanto, os resultados do trabalho proposto serão relevantes, pois vão contribuir para:

a) o estado-da-arte de um tema ainda pouco tratado na comunidade científica internacional;

b) o programa nacional de pesquisa, por meio do desenvolvimento tecnológico e inovação dos produtos dessas abelhas;

c) a produção de material didático específico para treinamento e qualificação de pessoas envolvidas na maturação do mel e dos produtos obtidos, como pequenos produtores e produtores familiares;

d) proteção de áreas preservação ambiental que estejam vulneráveis através da produção de mel nestas áreas e irão gerar benefícios financeiros;

e) melhor aproveitamento da biodiversidade brasileira, garantindo acesso seguro aos recursos genéticos exóticos e importantes para o melhoramento da agricultura nacional.

Levantar dados que estimem a produção de mel de abelha sem ferrão, no Brasil e no mundo, de forma concisa, é uma tarefa árdua, por conta da falta de regulamentação para sua produção e comercialização. Os dados oficiais mais recentes apurados em relação à produção de mel de Apis por estado do Brasil são referentes ao ano de 2015, cujo faturamento total foi de mais de 350 milhões de reais.

Os padrões internacionais para produção e comercialização de mel contidos no Codex Alimentarius abrangem apenas os padrões de identidade e qualidade do mel produzido por abelhas do gênero Apis, não contemplando o mel produzido por abelhas sem ferrão. Dessa forma o levantamento de dados concisos para a caracterização desse produto é de grande interesse aos pesquisadores do Brasil e do mundo.

As propriedades medicinais e características sensoriais do mel de abelha sem ferrão aumentam o interesse pela meliponicultura em comunidades rurais e no mercado de alimentos. O mel das abelhas sem ferrão é muito procurado pelos consumidores, principalmente pelo fator sensorial bastante agradável e pelos efeitos terapêuticos que lhe são atribuídos.

Sem título.png
Mel e produtos de meliponíneas

Diagnóstico do Plano de Cargos, Carreiras e Salários(PCCS):

O projeto visa realizar um levantamento técnico do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) atual da Prefeitura Municipal de Londrina para apresentar propostas de melhorias do plano atual, visando sua sustentabilidade financeira e parâmetros para avaliação de desempenho.

Modernização do Sistema de Compras Públicas da SMGP:

Continuidade da Modernização do Sistema de Compras Municipais, estabelecimento de novas medidas de desempenho, padronização, normatização e de busca de eficiência nos processos licitatórios, de gestão e fiscalização, e de processos a eles correlatos. Buscar-se-á ainda o fortalecimento da participação das empresas locais nos processos de Compras Públicas

municipais, de acordo com as definições do Decreto Municipal 753/2017.

Padronização e Normatização do Sistema de Compras da AMS:

Continuidade às melhorias processuais do sistema de compras estabelecido na Autarquia Municipal de Saúde, bem como estabelecer medidas de padronização, normatização e de busca de eficiência nos processos licitatórios e fiscalização, e de processos a eles correlatos,assim como o fortalecimento da participação das empresas locais nos processos de Compras Públicas municipais.

 

Apoio Técnico ao Cadastro Mobiliário da Secretaria da Fazenda:

Realizar diagnóstico, bem como plano de ações e medidas relacionadas ao cadastro mobiliário e imobiliário e demais atividades pertinentes à matéria fazendária, objetivando otimização de procedimentos, revisão de fluxos processuais e maior eficiência do sistema.

Implantação do Sistema de Custos Municipais:

Institucionalização de um Sistema de Apropriação e Análise de Custos Públicos incorridos por meio da informatização dos custos nas atividades administrativas da Prefeitura Municipal da Londrina, com foco nas Secretarias de Educação, Saúde e Controladoria, e proposição de elaboração de manuais referentes ao tema.

Diagnóstico dos Processos Administrativos da Secretaria Municipal de Obras e Pavimentação:

Realizar um diagnóstico dos processos administrativos da Secretaria de Obras visando mapear seus processos, redefinir fluxos críticos, bem como elaborar um plano de ação voltado para agilizar os processos e/ou trâmites internos.

Segurança Alimentar: Promoção da Alimentação Saudável na Escola:

O projeto objetiva promover a alimentação saudável nas escolas municipais via desenvolvimento de ações conjuntas com a Gerencia de Alimentação da Secretaria de Educação, visando maior controle da qualidade dos alimentos servidos nas escolas públicas

municipais.